• François

A ilha de Sancho Pança

Um país imbecilizado chefiado por um imbecil. Chefiado? Tanto quanto Sancho Pança chefiava a ilha que governou, na esteira da fantasia do seu chefe louco. A única e maior vítima disso tudo é a própria loucura, quando se aboleta em cabeças recheadas de merda. Diferentemente da "loucura" dos sábios, que produz arte e ciência. O Sancho de Cervantes era um bonachão benéfico e útil à arte. O bufão daqui é um inútil que nunca produziu nada, à exceção do moinho de moer esterco.

E os seus acólitos, cada vez menos numerosos, promovem a cruzada de Brancaleone, cuja vestimenta de trapos morais enfrentam os atropelos da estupidez.

54 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Casamento e mais filhos

Bolsonaro declarou que o casamento com o PL do mensaleiro Valdemar da Costa Neto, aquele que foi condenado por corrupção, de quem Bolsonaro dizia querer distância, "vai gerar muitos filhos". Bem, po

A toga e o hipócrita

O ex-juiz Sérgio Moro revela-se muito preocupado com com uma recente besteira dita por Lula, quando interrogado sobre a quarta "eleição" de Daniel Ortega, na Nicarágua. Foi uma observação infeliz? Foi

A direita se lambuza...

...e seus adoradores ejaculam no gozo alheio. Bolsonaro, o rei da mentira, levou filhos e bajuladores "in pectore" para um passeio milionário, à custa do contribuinte, em Dubai. Tudo muito rico, muito