top of page
  • Foto do escritorFrançois

Aplauso

Não tenho alinhamento automático com nenhum partido ou grupo ideológico da atual vida nacional. Nenhum. Situo-me na posição de esquerda independente, abominando todo e qualquer tipo de fundamentalismo. Desde o fundamentalismo do terror quanto o fundamentalismo religioso, que não deixa de ser uma fisionomia disfarçada do terror.


Mas essa é outra discussão. O aplauso referido neste texto é dirigido à governadora Fátima Bezerra. E olhe que recentemente lhe fiz duas severas críticas, ambas procedentes. Mas, neste momento obrigo-me a aplaudi-la.


Trata-se do seu esforço na manutenção em dia dos salários dos servidores públicos. Coisa que não aconteceu nas duas últimas e desastrosas gestões estaduais, quando o atraso não se deveu à falta de recursos, mas por falta de vergonha. Faltaram eficiência administrativa e vergonha moral nos dois governos antecessores do governo atual.


O governo vem mantendo o pagamento em dia e começou a quitar duas das quatro ou cinco folhas recebidas em atraso. Já quitou duas, começa a quitar o resto. É um feito digno de aplauso e uma demonstração da patifaria administrativa que desmandou no Estado por oito longos e tenebrosos anos. Os desmandos de Rosalba Ciarline e Robinson Faria. Ambos julgados e punidos nas urnas.


Parabéns, Fátima. Mas quando, em vez de aplauso for preciso bordoada, não me furtarei.

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Comments


bottom of page