top of page
  • Foto do escritorFrançois

Aprende ou leva pau

Quantas derrotas serão suficientes, quantas vitórias jogadas na vala da expectativa, quantas lições serão ignoradas pra que neguim decida parar, pensar, agir e resolver o exercício da autocrítica?


Autocriticar-se é doloroso? Bem menos do que virar saco de pancada eleitoral. E a cada derrota, estrebuchar com argumentos furados para tentar convencer de que as derrotas são apenas vitórias não consumadas. Daí para embiocar no estuário do ridículo basta continuar perdendo e discursar que ganhou.


Aí vem o argumento mais cretino: "Mas a direita também perdeu e perdeu mais". Ora, grande consolo. O mesmo que o vizinho dirá sobre o teto furado, ao ver as telhas da casa ao lado também jogadas pelo vento.


A lição das urnas repete a aula professada na eleição anterior. Eis o desafio: Aprende e passa de ano ou mantem a arrogância e leva pau.



44 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pequeno burguês de esquerda

Certa vez, um comentarista do Blog de Carlos Santos, pensando me agredir, chamou-me de ex-comunista. Eu respondi confirmando, para desencanto dele. Disse, na época, que concordava com a afirmação. E q

Desaforismos ao pé do chope.

I- Se em cada cabeça, uma sentença; em cada bunda, uma sentada. II- Tolstói disse que "certas pessoas ao entrarem numa floresta, só veem lenha para a fogueira". Hoje, muita gente olha para para a mu

A tribuna da defesa...

...no processo criminal. Não há hierarquia entre Juiz, Promotor e Advogado. Nenhuma hierarquia. Todos iguais, essenciais e indispensáveis à administração da Justiça. Mesmo que algum juiz se imagine Al

bottom of page