• François

As tripas de um país fecal

Cujo presidente dá um susto nos aliados ao ter interrompida a tripa cagaiteira. Pois pois, como diria um português de Lisboa. "Ô pá, lamento, mas se todo mundo morre um dia, como disse o próprio gajo, todo mundo também pode vez de quando ter um nó na tripa".


Essa foto do hospital é muito suspeita, pra não dizer coisa pior. A reprise da facada chega numa hora bem conveniente. Preparem-se que ela será repetida tantas vezes quanto precisar, na época dos debates de campanha. Esse foi um ensaio bem sucedido.


Lamento, mas não consigo levar a sério esse negócio. Até porque a prisão de ventre é no intestino de um presidente que não leva a sério o país que "preside" nem o povo que o elegeu.


Ou talvez seja caso de intestino mal usado. Explico. A atividade intestinal de excreção do paciente, no caso, vem sendo realizada diariamente pelo aparelho fonador. Saindo pela fala. O que torna o intestino preguiçoso, pelo desuso.


Agora, ele é incomível, imbrochável, imorrível e incagável.



56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

...da derrota de Bolsonaro. É Lula? Não. Lula sabe que nada está definido. Eleição e mineração só depois da apuração. Lição do velho pessedismo dos tempos saudosos do Brasil ingênuo e democrático. Inc

...um frouxo armado! Bolsonaro grita histericamente num palanque: "Povo armado não será escravizado". Mas não diz, "homem armado não será assaltado". Por que será que não diz? Vou contar. Vinha o ex-c

Acompanhei por muitos dias vários portais da Direita, bolsonaristas ou moristas, e descobri o óbvio. O discurso monocórdio, chato, paulificante. Portais, blogs e rádios televisadas. Vendedores de opin