• François

Bananada de laranja...

...marmelada de banana. Lembram da musiquinha do Sítio do pica-pau amarelo? Pois é. Tem de tudo no quintal do poder estabelecido. O presidente deu banana para jornalistas, mostrando o braço ereto sendo açoitado pela mão aberta do outro braço. Essa banana dão dá bananada. Mas explica muita coisa.

Voltando à musiquinha, há mais laranja que banana no gesto da instabilidade emocional. O laranjal do seu ex-partido, com um ministro envolvido e mantido no poder. Os laranjas das redes sociais, que tanto ajudaram, estão hoje insatisfeitos por falta de prestígio. Taí pra confirmar a ira pública de Magno Malta, Lobão e Alexandre Frota. São os laranjas da ética.

A marmelada da cultura, com jeito de banana, da cor do marmelo e com cheiro de jenipapo. E pra completar a goiabada de Damares, com Jesus subindo na goiabeira.

Tem fruta de sobra no cardápio do capitão. Jenipapada não é licor de jenipapo. Mas queima coivara e arquivo no meio do coqueiral.


23 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rifa macabra

Isso não é um governo. É uma rifa clandestina entre amigos e sicários da população, posto que dos atos e omissões o resultado foi a mais cruel mortandade populacional da história do Brasil. Amigos civ

As tripas de um país fecal

Cujo presidente dá um susto nos aliados ao ter interrompida a tripa cagaiteira. Pois pois, como diria um português de Lisboa. "Ô pá, lamento, mas se todo mundo morre um dia, como disse o próprio gajo,

Só Cagão? Não...

Azarão também. Cagou para a CPI e azarou a Seleção. Onde Bolsonaro põe a torcido o azar hospeda-se junto. Torceu pro Trump, Trump lascou-se. Torceu na eleição da Bolívia, a esquerda venceu. Torceu pel