top of page
  • Foto do escritorFrançois

Bolsonarismo derrete em São Paulo

Atualizado: 23 de out. de 2020

Celso Russomano, aquele que tem arrancada de leão e chegada de jumento, tinha 29% das intenções de votos. Estava em primeiro lugar. Após receber o apoio de Bolsonaro e participar do primeiro debate na televisão, caiu para 20% e está em segundo lugar.


Enquanto isso, o candidato do Psol, Guilherme Boulos, que tinha 9% subiu para 14% e assusta Bruno Covas, que está agora em primeiro lugar. O tucano torce para que Russomano não derreta e vá para o segundo turno, pois será mais fácil vencê-lo do que vencer Boulos.


Covas conta com a ajuda de Lula e do PT, posto que os quatro ou cinco por cento do candidato petista poderá evitar a ida de Boulos, da esquerda, para o segundo turno. É o repeteco da eleição passada. Na passada, Lula argumenta que Haddad teve votos para ir ao segundo turno. E agora? O petista patina na rabeira. Não tem a mínima chance, mas pode ajudar a direita mantendo uma candidatura sem futuro. O bolsonarismo e o petismo compõem a aliança macabra dos "antagônicos".


50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Comments


bottom of page