• François

Constituinte originária

O Chile vai fazer o que eu sonhara para o Brasil. O uso do verbo no pretérito mais que perfeito tem uma explicação. É o passado anterior a outro passado, na comparação com o presente, um sonho passado de ontem sobre o passado remoto da Constituição não reformada, cuja previsão constava, pretérito imperfeito, (passado contemporâneo de outro passado) nos Atos das Disposições Transitórias.


Abandonei esse sonho, pretérito perfeito, (passado relacionado só com o presente) e explico. O povo chileno, cuja história tem mais consciência politica e senso de autoestima étnica do que nós, decidiu por uma Constituinte Originária da forma do meu sonho. Eleita só para esse fim. Com permissão de candidaturas avulsas, paridade de representação social, étnica e germinadora de nova ordem constitucional.


No Brasil seria da forma de representatividade marota, safada e cavilosa da nossa tradição. Melhor não mexer no que está ruim, posto que ficaria pior.


Resta repetir o final dos discursos de Salvador Allende: "Viva Chile Mierda"!

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O rinoceronte acoelhou-se

Pois é. O valentão de dois dias atrás virou coelho, quando lhe apertaram os colhões. Essa tchurma não engana. Tudo valentia de ocasião, esperando que as armas ostensivas e os músculos bombados imponha

O oitão do cajá

O Cajá era um sitio minimalista, de propriedade de minha avó, onde morava seu Bendito do Cajá. Nunca soube do seu sobrenome, conhecido era ele pelo pós nome do sitio onde morava. O sítio era tão sem g

Picaretagem interrompida?

Onde e por quem demonstra a maluquice do país, do qual alguém já disse há muito tempo: "No Brasil não será surpresa se um dia a Sexta Feira da paixão cair numa Terça Feira de carnaval". A que me refir