top of page
  • Foto do escritorFrançois

De sintomas e paranoia

A mulher liga para um amigo médico e informa: "Carlinhos amanheceu com o dedão do pé muito vermelho e inchado"... O amigo não deixou ela terminar, interrompendo-a, e falou: "É. Já foi reportado alguns casos do vírus que provoca inchaço e vermelhidão nos membros inferiores"... Agora foi ela que o interrompeu: "Não, doutor, ele tava jogando bola no quintal e deu um trupicão que arrancou a banda da unha do dedão. Quero uma pomada ou qualquer coisa pra aliviar"...

P.S: Vamos cumprir as determinações e orientações das autoridades sanitárias, mas evitar essa avalanche de consultas a "cientistas" do achismo. Até Zé Lesim virou infectologista.

54 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Comments


bottom of page