• François

Desencantou-se Moraes Moreira

Pois foi./

Não se encantou,/ mesmo virando borboleta

pra enfeitar o céu./

Encantado ele era enquanto vivo no casulo/

do país que ele amou./

Encantado por seu povo,/sua arte,/arte do povo.

Criança de tamanho gigante,/ coração pulsante/

de menino/.

Moraes,/ morarás de assas abertas na memória

pequena deste país de coleira./

E deixa em nós o "gosto ardido no peito"/

descendo a ladeira./

Té mais, Moraes Moreira!

0 visualização