• François

Em cada avaliação...

... uma tendência. É o que se lê sobre o resultado das eleições. Entre os polarizados, cada lado avalia trazendo mais cinza do braseiro. Já que brasas de mesmo, mesmo, ninguém encontra com fartura.


Dou-me o direito de também expor e meter minha colher. Do que vi e colhi, onde e quando vi, acho (o velho achismo) que há dois grandes perdedores. O lulismo e o bolsonarismo. A derrota dos dois foi clara e cristalina.


Dos vitoriosos, muito mais prestigio pessoal do que de agremiação partidária. Ou o desprestígio de gestões desastrosas, caso do Rio de Janeiro. Mas pode-se creditar ascensão ou queda desses partidos. Pelo que vi, entendo que dois partidos realmente cresceram. Um à direita, o DEM. Marcou crescimento real. Outro à esquerda, o Psol. Aponta como norte de novidade no pleito, com chances reais de conduzir com protagonismo o destino eleitoral do progressismo. Foi o que vi.

33 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Casamento e mais filhos

Bolsonaro declarou que o casamento com o PL do mensaleiro Valdemar da Costa Neto, aquele que foi condenado por corrupção, de quem Bolsonaro dizia querer distância, "vai gerar muitos filhos". Bem, po

A toga e o hipócrita

O ex-juiz Sérgio Moro revela-se muito preocupado com com uma recente besteira dita por Lula, quando interrogado sobre a quarta "eleição" de Daniel Ortega, na Nicarágua. Foi uma observação infeliz? Foi

A direita se lambuza...

...e seus adoradores ejaculam no gozo alheio. Bolsonaro, o rei da mentira, levou filhos e bajuladores "in pectore" para um passeio milionário, à custa do contribuinte, em Dubai. Tudo muito rico, muito