• François

Estranheza por quê?

Estão estranhando a escolha do novo ministro da educação. Não vejo razão para tal estranheza. Se no reino da mediocridade, o rei é mentalmente inferior aos medíocres, qualquer auxiliar que mereça sua escolha não terá fronteira limítrofe da imbecilidade.

Está no cerne e no fígado do reino. Um reino tripal. Isso mesmo, tripal e não tribal. Posto que tribal vem de tribo, que é coisa de humanos. E tripal vem de tripas, que é coisa do intestino, onde se fabrica merda.

Uma das pérolas do novo ministraço, desse ministério de traças, é a defesa de violência física contra crianças, como forma "eficiente" da "educação" pelos pais.

Um malafaínha a mais ou a menos não altera o covil dos olavetes.

44 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Caras de bunda

Tivemos recentemente dinheiro na bunda. Hoje temos nádegas nas fuças. A que me refiro? Aos comentários de alguns fascistóides da imprensa nacional inconformados com a vitória popular na Bolívia. Num d

O caráter e o talento

Tempos de acentuação vertical do mau-caratismo. A pergunta paira sobre a realidade política e cultural do continente de Vera Cruz. Fulano é talentoso? A pergunta sai numa reunião de jornalistas e prod