top of page
  • Foto do escritorFrançois

Estranheza por quê?

Estão estranhando a escolha do novo ministro da educação. Não vejo razão para tal estranheza. Se no reino da mediocridade, o rei é mentalmente inferior aos medíocres, qualquer auxiliar que mereça sua escolha não terá fronteira limítrofe da imbecilidade.

Está no cerne e no fígado do reino. Um reino tripal. Isso mesmo, tripal e não tribal. Posto que tribal vem de tribo, que é coisa de humanos. E tripal vem de tripas, que é coisa do intestino, onde se fabrica merda.

Uma das pérolas do novo ministraço, desse ministério de traças, é a defesa de violência física contra crianças, como forma "eficiente" da "educação" pelos pais.

Um malafaínha a mais ou a menos não altera o covil dos olavetes.

44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pequeno burguês de esquerda

Certa vez, um comentarista do Blog de Carlos Santos, pensando me agredir, chamou-me de ex-comunista. Eu respondi confirmando, para desencanto dele. Disse, na época, que concordava com a afirmação. E q

Desaforismos ao pé do chope.

I- Se em cada cabeça, uma sentença; em cada bunda, uma sentada. II- Tolstói disse que "certas pessoas ao entrarem numa floresta, só veem lenha para a fogueira". Hoje, muita gente olha para para a mu

A tribuna da defesa...

...no processo criminal. Não há hierarquia entre Juiz, Promotor e Advogado. Nenhuma hierarquia. Todos iguais, essenciais e indispensáveis à administração da Justiça. Mesmo que algum juiz se imagine Al

bottom of page