• François

Fato e fotos...

Atualizado: 2 de Mai de 2020

...dispensam legenda. Uma manifestação silenciosa, valente e de utilidade pública, promovida por enfermeiros do Brasil, heróis anônimos no meio de um país governado por bandidos, foi vítima da agressão mais estúpida e sem-vergonha de capachos e pelegos do não menos desavergonhado Capitão de Mato, Jair Bolsonaro.


Foi hoje, no Distrito Federal. Deveria provocar nojo, mas nojo é pouco. Ira é pouco. Tá na hora de se pensar em revolta. Nem que seja a revolta dos defuntos insepultos, ao invadirem a praça de Antares, no Incidente da obra genial de Érico Veríssimo.


Uma mulher possessa, histérica, com uma bandeira a tiracolo, reclamando até de não sentir cheiro de perfume nas enfermeiras. Maluca? Nada disso. Bandida. Do núcleo miliciano da bandidagem oficial. Um sujeito completava a cena, cão de fila, com minhas desculpas aos cachorros, gritando e se avacalhando de valentia contra enfermeiros silenciosos, quietos, que apenas recebiam desses sacripantas a agressão covarde. Respondiam com a dignidade da razão.


Enquanto merecem de todos os brasileiros o respeito, o reconhecimento e a admiração. Vivam vocês, Enfermeiras e Enfermeiros do Brasil!




45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O rinoceronte acoelhou-se

Pois é. O valentão de dois dias atrás virou coelho, quando lhe apertaram os colhões. Essa tchurma não engana. Tudo valentia de ocasião, esperando que as armas ostensivas e os músculos bombados imponha

O oitão do cajá

O Cajá era um sitio minimalista, de propriedade de minha avó, onde morava seu Bendito do Cajá. Nunca soube do seu sobrenome, conhecido era ele pelo pós nome do sitio onde morava. O sítio era tão sem g

Picaretagem interrompida?

Onde e por quem demonstra a maluquice do país, do qual alguém já disse há muito tempo: "No Brasil não será surpresa se um dia a Sexta Feira da paixão cair numa Terça Feira de carnaval". A que me refir