• François

Fato e fotos...

Atualizado: Mai 2

...dispensam legenda. Uma manifestação silenciosa, valente e de utilidade pública, promovida por enfermeiros do Brasil, heróis anônimos no meio de um país governado por bandidos, foi vítima da agressão mais estúpida e sem-vergonha de capachos e pelegos do não menos desavergonhado Capitão de Mato, Jair Bolsonaro.


Foi hoje, no Distrito Federal. Deveria provocar nojo, mas nojo é pouco. Ira é pouco. Tá na hora de se pensar em revolta. Nem que seja a revolta dos defuntos insepultos, ao invadirem a praça de Antares, no Incidente da obra genial de Érico Veríssimo.


Uma mulher possessa, histérica, com uma bandeira a tiracolo, reclamando até de não sentir cheiro de perfume nas enfermeiras. Maluca? Nada disso. Bandida. Do núcleo miliciano da bandidagem oficial. Um sujeito completava a cena, cão de fila, com minhas desculpas aos cachorros, gritando e se avacalhando de valentia contra enfermeiros silenciosos, quietos, que apenas recebiam desses sacripantas a agressão covarde. Respondiam com a dignidade da razão.


Enquanto merecem de todos os brasileiros o respeito, o reconhecimento e a admiração. Vivam vocês, Enfermeiras e Enfermeiros do Brasil!




45 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O nariz de Pinóquio...

...maior do que a Amazônia. Nunca na história da ONU, setenta e cinco anos, nem quando da guerra fria, em que mentiam soviéticos e americanos, um chefe de Estado mentiu tanto em tão pouco tempo. Quinz

O general e a dança da chuva

Um general, desses que empanzinam o governo, parece que de nome general Ramos, meu deus, disse que a chuva de ontem e hoje no Pantanal foi uma resposta de Deus à visita de Bolsonaro. General de quatro

Reinaldo Azevedo

Quando o Jornalista Reinaldo Azevedo tratava de forma cáustica, principalmente na Revista Veja, os detentores do poder, na época o PT e aliados, sob a liderança de Lula, eu discutia e o defendia nos e