top of page
  • Foto do escritorFrançois

Hipócrita e demagogo

Mentiroso e farsante. Falso triste de velório. Tudo bem, vocês dirão "cadê a repulsa aos adjetivos"? Pois é, porém entretanto mas porém, (né, Limeira?) com sacripantas confessos e pulhas notórios num tem jeito.

Refiro-me ao senhor Jair Messias Bolsonaro. Cujos adjetivos também agasalham-se feito luvas no "caráter" de muitos dos seus acólitos.

O que ele fez? Foi ao velório de um soldado do Exército vitimado por um defeito de paraquedas, num exercício de função. Qual o problema?

O problema é que essa deferência à vítima do acidente não foi um gesto de humanidade, nem de cristianismo, nem de solidariedade. Só demagogia. A mais execrável demagogia.

Onde me arrimo para essa terrível afirmação? No seu próprio comportamento e reação a outros e muitos mortos. Quando se disse a ele o número de mortos pela pandemia, que ele minimizava, sua resposta foi, "e daí? não sou coveiro nem faço milagres". Quando disseram a ele que o Museu Nacional havia sido destruído pelo fogo, ele respondeu, "e daí? foi o fogo, quer que eu faça o quê?, não sou bombeiro".

Um lastimável acidente mata um jovem militar, cujo evento produz tristeza em todos que tomam conhecimento. Mas nenhum de nós diríamos como ele, "e daí? o paraquedas não abriu, quer que eu faça o quê"?

Pois é isso mesmo da adjetivação. Esse sujeito repulsivo nada sentiu pela morte do jovem. Ele aproveitou a morte do soldado para exibir a farsa do seu "patriotismo" e a verdadeira face do militarista frustrado. Só isso.

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Commentaires


bottom of page