top of page
  • Foto do escritorFrançois

Já há vacina testada

Agora, é só questão de tempo pra chegar aqui. Vamos nos vacinar. Voluntariamente, sem obrigatoriedade. Os que respeitam a ciência se obrigam. Os que duvidam da ciência, optam. Os bolsonaristas deveriam ser proibidos.


Sem essa gente nas filas, teremos vacina franca. Toma quem quiser. Se esse polvo, com seus tentáculos, se obrigassem à vacinação, faltaria vacina. Vamos estimular a voluntariedade. Deixa essa gente pra lá.


Vacina, sim. Qualquer das que estão sob teste e avaliação científica. Quem não quiser, caga ou desocupa a moita.

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Comments


bottom of page