• François

Nevaldo Rocha

Atualizado: 20 de Jun de 2020

Um empreendedor que o Sertão do Rio Grande do Norte emprestou à cidade e nunca mais o recebeu de volta. A não ser por visitas antigas ou pela casa de Caraúbas posta num cantinho de numa daquelas enormes fotografias que "enfeitam" o Shopping de meio do caminho entre o Sul e Norte de Natal.

Nevaldo é merecedor, sem qualquer favor, da minha admiração. Inclusive, e poucos sabem, pela ajuda desprendida que ele deu, sem divulgação ou cobrança, à Casa do Estudante, pardieiro belo e pobre abrigador dos estudantes retirantes do mesmo Sertão de onde ele também retirara. Presidia a Casa do Estudante, naquele momento, meu irmão Silvestre Gomes Júnior. (Inclusive com a edificação de novos apartamentos, na parte oeste da Casa do Estudante)

À sua memória associo minha deferência.

72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rifa macabra

Isso não é um governo. É uma rifa clandestina entre amigos e sicários da população, posto que dos atos e omissões o resultado foi a mais cruel mortandade populacional da história do Brasil. Amigos civ

As tripas de um país fecal

Cujo presidente dá um susto nos aliados ao ter interrompida a tripa cagaiteira. Pois pois, como diria um português de Lisboa. "Ô pá, lamento, mas se todo mundo morre um dia, como disse o próprio gajo,

Só Cagão? Não...

Azarão também. Cagou para a CPI e azarou a Seleção. Onde Bolsonaro põe a torcido o azar hospeda-se junto. Torceu pro Trump, Trump lascou-se. Torceu na eleição da Bolívia, a esquerda venceu. Torceu pel