top of page
  • Foto do escritorFrançois

O criolo doido fugiu do hospício.

Atualizado: 26 de fev. de 2022

E não tem mais samba. Kkkkkkkkkkkkk. Ele resolveu compor uma polka, da região austro-húngara, desistiu, por ser difícil, e mandou uma kalinka, música marcial da Rússia.


Dá pra explicar? Vou tentar. Estão na mesma solidariedade a Putin, da Rússia, o trompista da Venezuela, Maduro; o pandeirista do Brasil, Bolsonaro; o percussionista de Cuba, Marrero Cruz; e o violonista da Nicarágua, Daniel Ortega.


Todo mundo junto e misturado. Até o tango argentino, mesmo calado, não se manifestou contra. O pobre do criolo doido mandou todos pra Passárgada, onde mora o rei corrupto e abdicante da Espanha. Quer carnaval mais pitoresco, pierroesco e arlequinesco do que este? Só com lança perfume de cloroquina.


P.S - Tudo isso se completa com a figura burlesca do presidente da Ucrânia, que é politicamente neofascista e artisticamente, humorista, é uma mistura de Batoré com Paulo Cintura.

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Comments


bottom of page