• François

O discurso de Lula

"Nada podeis contra a cor da folhagem, contra a carícia da espuma nada podeis". Verso de Eugênio de Andrade, que chamei há muito tempo de "o poeta barbeiro de Lisboa.

espumas no discurso de Lula. Sim; basta passar a espumadeira e retirar o que excede pra não derramar. O certo é que, no fundamental, ele deu uma aula de serenidade política. Num momento em que o país é presidido por um destrambelhado, desonesto, pilantra, chefete de milicianos e imbecis, propagador de violência e negociador de armas, Lula chega e convence. Só. Dizer o quê? Lula pautou o momento político. Não gosto dos fanáticos lulistas, mas detesto os fanáticos bolsonaristas. Até por isso aplaudo o discurso de Lula.

83 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rifa macabra

Isso não é um governo. É uma rifa clandestina entre amigos e sicários da população, posto que dos atos e omissões o resultado foi a mais cruel mortandade populacional da história do Brasil. Amigos civ

As tripas de um país fecal

Cujo presidente dá um susto nos aliados ao ter interrompida a tripa cagaiteira. Pois pois, como diria um português de Lisboa. "Ô pá, lamento, mas se todo mundo morre um dia, como disse o próprio gajo,

Só Cagão? Não...

Azarão também. Cagou para a CPI e azarou a Seleção. Onde Bolsonaro põe a torcido o azar hospeda-se junto. Torceu pro Trump, Trump lascou-se. Torceu na eleição da Bolívia, a esquerda venceu. Torceu pel