• François

País guenzo

O Brasil não perde o hábito de vira-lata da História. Abanando o rabo para as metrópoles, que o deixam guenzo de fome perdido nos becos do mundo. Se nasce um príncipe na Inglaterra, as televisões daqui viram babás do bebê. Trocam fraldas e acompanham a próxima cagada. Se a Inglaterra sai da União europeia, não tem outro assunto por aqui. Paiseco, se enxergue! A Europa e a Inglaterra que se lixem. Não são problemas nossos.

Se Donlad Trump solta um peito, lá vem o nosso ministraço das relações (sexuais) exteriores e solta uma bufa, pra dizer que estamos juntos no mesmo cagadouro. E com o rabo entre as pernas o cão guenzo bate continência ao Tio Sam. Desculpas ao leitor, mas não é culpa do texto o escatológico mundo em que nadamos. Mar de merda!.

51 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rifa macabra

Isso não é um governo. É uma rifa clandestina entre amigos e sicários da população, posto que dos atos e omissões o resultado foi a mais cruel mortandade populacional da história do Brasil. Amigos civ

As tripas de um país fecal

Cujo presidente dá um susto nos aliados ao ter interrompida a tripa cagaiteira. Pois pois, como diria um português de Lisboa. "Ô pá, lamento, mas se todo mundo morre um dia, como disse o próprio gajo,

Só Cagão? Não...

Azarão também. Cagou para a CPI e azarou a Seleção. Onde Bolsonaro põe a torcido o azar hospeda-se junto. Torceu pro Trump, Trump lascou-se. Torceu na eleição da Bolívia, a esquerda venceu. Torceu pel