top of page
  • Foto do escritorFrançois

Perdeu mais uma...

...Mané, manés. Sem dedos e sem anéis.


Hoje, num boteco da Praia do Meio, estavam todos acompanhando a eleição para a presidência do Senado. Boa surpresa, nem era jogo de futebol.


O país interessado na sua compleição política. Apostas, discussão, muita coisa falada sem que ninguém entendesse nada. Ninguém ouve a opinião do outro, cada um ouve a própria opinião. Os ouvidos são penicos para quem ouve as opiniões contrárias, pois todo o dito de opinião adversa é merda. E o ouvido, penico.


Assim é a discussão política. Havia um bolsonarista, já meio bêbado, gritando: "Vai dar marinho". E um petista dizia, "Tá mandando seu candidato ir dar"? E o outro respondia, "vai dar você".


Terminou a apuração, deu Pacheco. O petista sacaneou o amigo bolsonarista, informando: "Pronto, no Senado de Brasília o presidente é Pacheco". E continuou perguntando: "Onde fica o Senado presidido por Marinho"? Aí o amigo bolsonarista, meio cambaleando, arregalou os olhos e respondeu: "Na casa do carái".



61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Povo e o fascismo pentecostal

Um milhão de pessoas na rua, numa manifestação, não é Povo. Nem dez milhões, nem cem milhões. É Massa. Merece respeito? Sim. Mas não é povo. Povo é o conjunto de todos de um país, cada um compreendido

Pequeno burguês de esquerda

Certa vez, um comentarista do Blog de Carlos Santos, pensando me agredir, chamou-me de ex-comunista. Eu respondi confirmando, para desencanto dele. Disse, na época, que concordava com a afirmação. E q

Desaforismos ao pé do chope.

I- Se em cada cabeça, uma sentença; em cada bunda, uma sentada. II- Tolstói disse que "certas pessoas ao entrarem numa floresta, só veem lenha para a fogueira". Hoje, muita gente olha para para a mu

bottom of page