• François

Rifa macabra

Isso não é um governo. É uma rifa clandestina entre amigos e sicários da população, posto que dos atos e omissões o resultado foi a mais cruel mortandade populacional da história do Brasil.


Amigos civis e militares, paisanos e fardados. Fardados da ativa e da reserva. E comandantes melindrados, que não aceitam a citação de mácula nos seus, intocáveis, sob pena de ameaças às instituições e à sociedade civil. Tudo com os peitos empanzinados de medalhas; de batalhas inexistentes, de guerras nunca lutadas, de heroísmo de fancaria.


Um general da ativa, tri-estrelado, reúne-se com um condenado por fraude, em 2014, pela Justiça Federal, para comprar vacinas da China, que eles renegam, por preço super faturado, após dizer na CPI que nunca se reuniu com qualquer empresa. Talvez tenha dito a verdade, não era um empresa. Era uma quadrilha. Todos recebidos com pompa e circunstância no gabinete do arrogante general.


Estamos todos no aguardo da próxima nota do general Braga Neto, o mesmo que comandou uma operação excepcional no Rio de Janeiro, cujo resultado foi ser zoado por milicianos e traficantes. Deixou o Rio igual ou pior do que estava. Esperemos a nota...

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

...da derrota de Bolsonaro. É Lula? Não. Lula sabe que nada está definido. Eleição e mineração só depois da apuração. Lição do velho pessedismo dos tempos saudosos do Brasil ingênuo e democrático. Inc

...um frouxo armado! Bolsonaro grita histericamente num palanque: "Povo armado não será escravizado". Mas não diz, "homem armado não será assaltado". Por que será que não diz? Vou contar. Vinha o ex-c

Acompanhei por muitos dias vários portais da Direita, bolsonaristas ou moristas, e descobri o óbvio. O discurso monocórdio, chato, paulificante. Portais, blogs e rádios televisadas. Vendedores de opin