• François

Uma ilusão morta...

...uma realidade viva.


Taí o Afeganistão comprovando essa essa realidade triste e inenarrável. O Comunismo, nunca praticado, nunca sequer tentado, foi uma ilusão de várias noites de pesadelos.


O Capitalismo, nunca derrotado, nunca substituído, nunca demonizado é o pesadelo permanente, continuado, cujo hábito permite a cada manhã que a humanidade acorde pensando que foi apenas um pesadelo. E não é. É a realidade maléfica do regime econômico que põe a ganância, a competição e a exploração como objetivo final da condição humana.


O mal no Afeganistão não foi a saída das tropas americanas. Não. Foi a entrada. Essa megalomania capitalista de que o regime "exemplo" do Tio Sam é a palmatória do mundo.


Não consegue pôr em prática a igualdade racial, liberdade individual, paz social, nem na sua terra, mas se acha no direito de não apenas dizer, mas impor, sua práxis de mentira nas terras distantes dos outros. Desrespeitando culturas, costumes e afinidades. Dá nisso. O Capitalismo, repito, sem concorrente, é o patrono da miséria, do terrorismo e da degradação humana. Deixa no chinelo o feudalismo e o servilismo. Até porque esses aí nem tiveram direito à informação.

62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Casamento e mais filhos

Bolsonaro declarou que o casamento com o PL do mensaleiro Valdemar da Costa Neto, aquele que foi condenado por corrupção, de quem Bolsonaro dizia querer distância, "vai gerar muitos filhos". Bem, po

A toga e o hipócrita

O ex-juiz Sérgio Moro revela-se muito preocupado com com uma recente besteira dita por Lula, quando interrogado sobre a quarta "eleição" de Daniel Ortega, na Nicarágua. Foi uma observação infeliz? Foi

A direita se lambuza...

...e seus adoradores ejaculam no gozo alheio. Bolsonaro, o rei da mentira, levou filhos e bajuladores "in pectore" para um passeio milionário, à custa do contribuinte, em Dubai. Tudo muito rico, muito