top of page
  • Foto do escritorFrançois

Paredões e o veto caviloso

Pensei que teria um bom intervalo para criticar o governo Fátima Bezerra. Enganei-me. Após a portaria "corona", exigindo prova de "risco" para não dar expediente presencial, vejo nova decisão incompreensível. Pra não usar um adjetivo ferino, porém apropriado.


A Assembleia Legislativa aprovou uma Lei de indiscutível interesse público, proibindo paredões de som em determinados lugares e incertas horas. Essa coisa monstruosa que torna torna uma geração, a atual, em futuros surdos. Sem falar no desassossego das pessoas, com essa barulheira infernal que toma conta das ruas, praças e orla num verdadeiro inferno sonoro. Sem cautela de locais ou horário. Pode ser perto de hospitais, escolas ou residências. A Lei aprovada reduzia esse crime ambiental.


O que faz a Governadora? Vetou a Lei. Sob o argumento caviloso e suspeito de que isso é "matéria de competência municipal". Uma justificativa bisonha e sem cerimônia. Os municípios podem e devem legislar sobre isso, mas não o fazendo há competência concorrente, comum e suplementar do Estado. Ponto final.


A pergunta é: O que há de escuso e escuro nesse veto?

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esconderijo de silêncios (VI)

Desde a partida do padre Salomão, Januária quase acostuma-se com a calmaria religiosa entre as igrejas. O novo padre, tolerante, a igreja Batista, luterana, com um pastor tradicional, os terreiros de

E quando morrer?

Ao nascer, nem lembro quando, se chorei, nasci. Infância de grotas, chãs, pé de serra, frutas, sacristias, chuva e seca, se brinquei, sorri. Adolescência, remanso das dúvidas, morrem as certezas, veló

Esconderijo de silêncios (V)

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de as

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page